5 motivos pra ficar atenta com o Sal Rosa

Só de ver essa fotinha do post dá vontade de me jogar numa banheira de Sal Rosa. Pra quem não sabe (acho difícil não saber, MAS BORA PREENCHER O POST COM INFORMAÇÃO FIT), esse tipo de sal bombou há um tempo atrás devido à sua "pureza química"e riqueza mineral, que faria menos mal que o sal comum. Porém, recentemente a química Conceição Trucom fez uma pesquisa sobre ele, e constatou algumas coisinhas que talvez não te agradem tanto:  


Para chegar às suas conclusões, Conceição avaliou 2 amostras de sal rosa. 


1. A composição do Sal do Himalaia é basicamente contaminada com sais de ferro, sílica inorgânica (areia ou quartzo - abrasivos e não são assimiláveis pelo organismo de nós, mero mortais) e gesso. Ou seja, um sal a base de cálcio, inadequado à saúde.

2. Quanto mais rosa o sal for, mais resíduo ele vai ter. 

3. Ele é pobre em iodo, um elemento que é vital para o crescimento e desenvolvimento normal do corpo humano."Um sal polemineral contém pelo menos 84 tipos de minerais. Este não é um sal completo." 

4.  É considerado um sal velho, sem muitos nutrientes. 

5. Seu elevado teor de flúor e areia altera o funcionamento da Glândula Pineal (responsável pela regulação dos ciclos vitais - principalmente o sono, e no controle das atividades sexuais e de reprodução) e afeta o sistema renal de crianças.

CHOCADA EM PUGLIESI! Como bônus, ela ainda disse que o nome "do Himalaia" é na verdade utilizado para aumentar as vendas, e que na verdade ele vem do Paquistão. 

*É importante lembrar que eu não sou nenhuma estudante da área e estou aqui só repassando as infos para os curiosos de plantão, todas as informações desse post foram retiradas de uma publicação da Carla Cotta e de um vídeo da Conceição Trucom. 

O que você acha? Será que é verdade?

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.