5 fatos que vão transformar Black Mirror em sua série preferida


Recentemente a Netflix lançou a terceira temporada de uma das suas séries originais, Black Mirror. Comecei a assistir ela no meio desse ano e me prendeu bastante, apesar de os episódios não terem ligação alguma um com o outro. Os episódios são independentes, cada um retratando a história de alguém ou uma comunidade que acabou abusando do uso da tecnologia.

A série conta com três temporadas e um especial de natal (o White Christmas). De maneira geral, a história de todos os episódios gira em torno do embate do homem com a tecnologia, e de como em um futuro hipotético, ela poderia ajudar ou atrapalhar nossa vida.


O "Black Mirror" do título se refere a todos os "espelhos negros" que estão ao nosso redor: na tela da TV, dos computadores, celulares e tablets. Apesar de ter como tema a ficção científica, vai muito além de robôs e realidade virtual. Não vou mentir: a série é bastante perturbadora e faz você refletir bastante sobre os usos da tecnologia e da nossa dependência em relação à ela.


Separei alguns motivos pra você se encantar pela série: 

1. A problematização no uso da tecnologia

Uma das coisas que mais gosto em Black Mirror é que você acaba de assistir e fica um tempão pensando no episódio e como isso seria se acontecesse na vida real. A gente é tão dependente da tecnologia que não é difícil imaginar alguém se utilizando dela pra praticar o mal, ou a ponto de preferir a realidade virtual à original. 


2. O limite entre a humanidade e o caos

A série testa o tempo inteiro o limite da humanidade dos personagens. Até onde vai sua racionalidade? O que basta pra puxar um gatilho em alguém e ele se transformar de alguém "normal" para uma pessoa obscura, irracional e que faria tudo pra conseguir o que quer?


3. Ligação (ou submissão?) com a tecnologia

Em alguns episódios, é bem fácil notar o quanto os personagens ficam obcecados ou submissivos à tecnologia, acabando com interações sociais e colocando sempre o ser humano como inferior à modernidade. Os episódios são bem dramáticos, e nenhum conta com um final feliz. O homem sempre acaba perdendo pro que ele criou.


4. O roteiro

Por mais que todos os episódios tratem do mesmo assunto, cada um aborda isso de maneira completamente diferente. Tem história de amor, tem manipulação, tem dependência, tem alucinação e tem também o pior da humanidade. Tudo escrito de uma maneira incrível.


5. As reviravoltas

Se assim como eu você é um fã de reviravoltas que mais confundem do que ajudam, essa série é um prato cheio! Na maioria das vezes, o episódio nunca fica na monotonia e te surpreende mais do que tudo!

Te convenci a assistir? Se sim, se prepara: você nunca mais vai olhar pras tecnologias da mesma forma!
Beijo

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.