Os filmes incríveis de Guillermo del Toro!

Oie!
Depois que eu descobri que o diretor de O Labirinto do Fauno era o mesmo do filme Festa no Céu, fiquei bem surpresa. Os dois filmes me encantaram, cada um de uma maneira, e achei impossível histórias tão diferentes terem saído da mesma cabeça. Guillermo del Toro é um cineasta, escritor, diretor e produtor mexicano que faz filmes de todas as espécies! 


A primeira vez que assisti O Labirinto do Fauno, eu devia ter uns 13 anos e confesso que mexeu bastante comigo. A história é um pouco (muito) assustadora, tem como cenário a Guerra Civil espanhola e se passa com uma menina de 10 anos que acaba mudando pra uma mansão com sua mãe e seu novo padrasto, um fascista pesado. Aí, por ser muito solitária, ela dá uns rolezinhos pelo jardim da casa e se depara com um labirinto enorme com criaturas inacreditáveis. Eu morria de medo do Fauno, porque pra começar ele é metade bode e metade humano, com uns quatro metros de altura e que CONVENCE A MENINA DE QUE ELA É UMA PRINCESA e que pra voltar pro seu reino ela precisa realizar umas tarefas. Tudo ok por enquanto né? Pois piora. O legal do filme é que enquanto a personagem vai fazendo as tarefas, também aparecem cenas da realidade fora do labirinto, com guerras dos fascistas contra os rebeldes, e deixa você decidir se você acredita ou não em todo esse misticismo do fauno e do seu labirinto. Ah, se você quiser se aprofundar mais nesse filme, existem umas críticas muito boas a respeito dele na internet!


Ao contrário do Labirinto do Fauno, Festa no Céu é um dos filmes mais gracinhas de desenho que já assisti na minha vida. Ele é bem colorido e bem diferente do que a gente tá acostumado a assistir, começando pela personagem principal, a Maria, que tem umas falas bem feministas (girl powerrr!!) e não tem nada disso de donzela que precisa ser resgatada. Assisti ele depois de muita insistência da Gabi (que mora comigo lá em Franca) e não tive nenhum arrependimento! Ele conta direitinho sobre toda a tradição do Dia de los muertos no México, contando inclusive com a participação da Catrina, uma personagem indispensável na celebração dessa festa. É difícil ver um filme que trate tão bem outra cultura e que ensine ela pras crianças da forma que esse filme faz! Adoro animações em geral, então sou suspeita pra falar, mas esse filme ganhou meu coração <3 


Descobri mais alguns filmes do Guillermo, vi os trailers (A espinha do diabo e A Colina Escarlate) e pretendo assistir em breve! Quando isso acontecer, digo aqui o que achei.
Beijos

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.